Associação Brasileira de Patologia do Trato Genital Inferior e Colposcopia

(Biologia molecular) Carga viral do papilomavírus humano e risco de nic 3 ou câncer cervical

Lorincz AT, Castle PE, Sherman ME, et al. Viral load of human papillomavirus and risk of CIN3 or cervical cancer. Lancet 2002, 360:228-9.

Neste estudo de coorte, Lorincz et al acompanharam 20.810 mulheres por 10 anos através de rastreamento citológico e teste de DNA de HPV (Captura Híbrida 2). As cargas virais de mulheres HPV-positivas foram subdivididas em 4 grupos ( 1 a <10, 10 a <100, 100 a <1000, > ou = 1000 RLU/PC) e foram calculados os riscos relativos e absolutos para NIC 3 ou câncer.

Quando se comparou as mulheres com carga viral mínima (de 1 a <10) com os demais grupos, não se observou aumento dos riscos relativos de NIC 3 ou câncer em mulheres com cargas virais mais elevadas durante os 122 meses de seguimento. Apenas se observou aumento do risco em mulheres com carga viral elevada durante os 9 primeiros meses de seguimento. A subdivisão por idade (<30 anos e > ou = a 30 anos) também não mostrou diferenças.

Conclui-se que, apesar da presença de HPV carcinogênico ser necessária para a evolução do câncer do colo uterino, a carga viral não prediz o risco de evolução para NIC 3 ou câncer.