Associação Brasileira de Patologia do Trato Genital Inferior e Colposcopia

Comportamento da infecção por Papilomavirus Humano no colo uterino de pacientes HIV soropositivas sob tratamento anti-retroviral

Silvia Viviane Carrasco

Carrasco, SV . Comportamento da infecção por Papilomavirus Humano no colo uterino de pacientes HIV soropositivas sob tratamento anti-retroviral São Paulo, 2001. Dissertação (mestrado)– Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo.

O objetivo foi avaliar o comportamento da infecção por papilomavírus humano (HPV) em 45 pacientes HIV soropositivas, sob terapia anti-retroviral, portadoras de citologia esfoliativa compatível com alterações citopatológicas do HPV. As pacientes foram submetidas à biópsia cervical dirigida,à tipagem viral do HPV por PCR, e à contagem de células CD4 e da carga viral do HIV no plasma. A seguir, foram agrupadas, de acordo com o Sistema Revisado de Classificação do CDC-1993, nas categorias clínicas de CD4 em assintomáticas e sintomáticas. Adotaram-se, como referência, títulos de carga viral do HIV inferiores ou superiores a 500 cópias RNA-HIV/ml. Os resultados anatomopatológicos das biópsias cervicais foram agrupados em neoplasias intra-epiteliais de baixo (NIEBG) e alto grau (NIEAG). Resultados: Todas as pacientes HIV soropositivas, sob tratamento anti-retroviral, tinham algum grau de NIE. A maioria das NIEBG foi encontrada na categoria clínica assintomática (51,1%). A NIEAG foi detectada exclusivamente entre as pacientes sintomáticas (22,2%) e em especial nas definidas como SIDA. Em 51,1% das pacientes foram detectados mais de dois tipos virais de HPV. A presença de HPV de alto e baixo risco oncogênico e suas expressões histopatológicas não mostraram relação estatística com a categoria clínica de CD4 e/ou carga viral do HIV. Foram detectados 8 genótipos raros de HPV. Novos estudos seqüências antes, durante e após tratamento anti-retroviral padronizado são necessários para melhor definir o seu real efeito na evolução ou regressão das lesões HPV Induzidas.